0

Startup de recrutamento online reduz em 85% o tempo de contratação de profissionais do século XXI

bannercurso

Lucas Mendes e Lachlan de Crespigny , Co-fundadores da Contratado

Lucas Mendes e Lachlan de Crespigny
Co-fundadores da Contratado.ME

Apesar da recessão, companhias de todos os tamanhos sofrem para encontrar talentos para tecnologia e negócios; plataforma digital Contratado.ME aposta em big data e algoritmos para revolucionar um setor dominado por gigantes de consultoria.

Mesmo com a crise econômica, o mercado de recrutamento  está aquecido. Segundo dados da Confederação Internacional das Agências Privadas de Emprego (CIETT),  o segmento movimentou cerca de R$ 9  bilhões no Brasil em 2016. O processo seletivo em algumas empresas ainda é realizado por consultorias de seleção e headhunters, que, de forma artesanal, ajudam a encontrarem perfis de alto nível, ou com habilidades específicas. No entanto, empresas de ponta como Itaú, 99 e Quinto Andar têm apostado em soluções inovadoras para crescer na recessão. Com intuito de agilizar as contratações estão usando plataformas online de recrutamento, como a Contratado.ME.

“O mercado tradicional ainda usa pouca tecnologia em seus processos, o que encarece o serviço”, relata Lucas Mendes, co-fundador da Contratado.ME. “A nossa ferramenta emprega inteligências disruptivas para reduzir o custo de encontrar e empregar os melhores. Tivemos casos como a B2W que conseguiu preencher uma vaga em apenas 5 dias e startups com 80% da equipe contratada na plataforma” acrescenta o empreendedor.  A Contratado é um marketplace online, que disponibiliza candidatos de alto potencial de 12 carreiras diferentes para os clientes.

E funciona da seguinte forma: ao invés de os candidatos disputarem as vagas, a Contratado.ME pré-seleciona os interessados e a partir disso as empresas disputam os melhores. “Nosso objetivo é atrair pessoas engajadas, por isso as companhias têm a oportunidade de divulgar sua missão e cultura”, completa Mendes. A plataforma tem recebido mais de 5 mil inscrições por mês, e é estrita na seleção: apenas 5% em média têm sido aprovados no processo de curadoria. No primeiro momento, os currículos e perfis de LinkedIn são analisados por meio de machine learning e big dataEm seguida, são aplicados testes técnicos e os candidatos têm a oportunidade de gravar vídeos se apresentando. As empresas então acessam os aprovados e, com um clique, podem agendar entrevistas com os perfis de interesse.

Fundada em 2014, a Contratado.ME tem focado no que chama de “carreiras do século XXI”, como engenheiros de software, designers de UX/UI, business intelligence e Data Science. ““Identificamos uma defasagem no setor de recrutamento em relação a essas carreiras. Em média, uma empresa leva de 3 a 6 meses para preencher uma vaga desse tipo, e nossa tecnologia diminui esse prazo para menos de 25 dias com uma redução de 85% no tempo”, conta o australiano Lachlan de Crespigny, sócio que se mudou para o Brasil para co-fundar a Contratado.ME.

Apesar do desemprego recorde vivido pelo País, a plataforma teve um crescimento de mais de 1.000% em seu faturamento mensal em 2016, fechando centenas de contratações. Hoje a empresa atende mais de 800 empresas, e tem menos de 20 colaboradores. “O uso intensivo de tecnologia faz com que consigamos entregar um resultado mais assertivo, mais ágil e mais barato, e ainda assim gastamos menos”, completa Lachlan.

A expectativa para 2017 é triplicar de tamanho e superar o volume de contratações de 2016. Para concretizar esse resultado, a empresa busca investir na aquisição de clientes, aumentar o número de carreiras e cidades atendidas. “Nosso objetivo é chegar  em mais três estados da região Sul e Sudeste”, informam os empreendedores.

bannercurso

Filed in: Notícias Tags: ,

Fique por Dentro!

Compartilhe

Related Posts

Comente

Enviar

2006 © 2017 RHevista RH. All rights reserved.