1

O Caso de Filé

Bernadete Pupo

Filé era o apelido de Antônio, dono de extrema habilidade e competência e que estava na faixa de seus 38 anos. Era conhecido na redondeza onde morava como um dos melhores profissionais da área de construção civil. Era eletricista, exímio encanador e assentava pisos e azulejos como ninguém. Muitos o reconheciam por seu excelente trabalho, e também porque era conhecido como o profissional que praticava preços acima da média do mercado. Mesmo assim, a agenda de Filé era lotada.

Porém, ele tinha a crença de que, para aguentar o “tranco” pesado do dia a dia, deveria seguir à risca o ditado popular de que na hora da alimentação deveria literalmente comer um “prato de pedreiro.”

E assim o tempo foi passando. Só para ter ideia do tamanho da sua fome, no café da manhã, ele devorava 10 pãezinhos. Quando se deu conta já estava com 130kg. Durante exames de rotina, espantou-se ao tomar ciência dos resultados: colesterol altíssimo, vantajosas taxas de glicemia, pressão alta e demais consequências causadas pela obesidade.

A esposa chegou a levá-lo a vários endocrinologistas e nutricionistas, mas ele nada fez para aderir às dietas tão necessárias para melhorar sua qualidade de vida, embora tivesse consciência de que algo deveria ser feito, pois sentia que a sua disposição não era mais a mesma e que seu desempenho estava sendo fortemente afetado, já que o sobrepeso não lhe permitia mais a flexibilidade que o trabalho requeria.

Certo dia, a esposa o convidou para ir a uma festa onde iriam encontrar colegas do tempo de escola. Filé relata com certo brilho nos olhos de que aquele dia foi decisivo em sua vida. Lembra-se de que trocou de roupa 7 vezes e toda a vez que se olhava no espelho, chorava…

E foi naquele dia e naquele momento que tomou a decisão mais importante da sua vida: iria emagrecer, e dali em diante seria outro homem.

E assim o fez. Filé, por si só, decidiu cortar massas e doces de sua alimentação e passou a correr diariamente 20 km. Em pouco mais de 5 meses conseguiu perder 40kg.

Hoje, Filé ganhou ainda mais notoriedade entre seu círculo de amigos, pois além de ser excelente profissional, também se tornou exemplo de perseverança e de superação. É desnecessário relatar a alegria e o orgulho que Filé sente de si mesmo, principalmente pelos inúmeros elogios que recebe no seu dia a dia.

Qual é a moral dessa história: que o verdadeiro desejo de mudança vem de dentro pra fora.Talvez seja por isso que dizem que se conselho fosse bom, as pessoas os venderiam.

Observem que o que moveu Filé a promover mudanças em si não foi a questão da saúde e tão pouco do trabalho, foi, sim, a baixa autoestima que falou mais alto naquele momento.

A autoestima pode oscilar de acordo com as situações e, principalmente, em como nos sentimos em relação a cada uma delas.Talvez muitas pessoas não se deem conta, mas a autoestima é um dos principais recursos do ser humano para viver bem.

Pode-se dizer que basicamente é a autoestima que determina a maneira como as pessoas interagem com seu próprio mundo, de como encaram os desafios da rotina diária e como se protegem ou se expõem em situações que exigem equilíbrio emocional.

Quando a pessoa se conscientiza do que é realmente importante para si, as situações ficam mais evidentes e seus objetivos se tornam mais próximos. A clareza das ideias também ajudará a pessoa reformular situações ou desafios. Gostar de si próprio talvez seja o primeiro passo para a mudança.

Pretende-se com esse relato, baseado num caso real, que você pare para refletir sobre os passos que deverá adotar para promover profundas mudanças em sua vida, seja para conquistar novo emprego, para emagrecer, para mudar de carreira, para a viagem dos sonhos, para compra de uma casa, para conquistar um namorado, para casar-se, enfim, para tudo aquilo que você sempre teve vontade de fazer e não fez, porque não percebeu que é capaz de fazer! Vá em frente e boa sorte!

Sobre a Autora: 

Bernadete Pupo é profissional Coach e atua com programa de desenvolvimento de carreira individual e corporativo. É consultora de RH e docente universitária.

e-Mail: bernadete@gestaoderh.com

Site: www.gestaoderh.com

Filed in: Bernadete Pupo Tags: 

Fique por Dentro!

Compartilhe

Related Posts

Comente

Enviar

2006 © 2017 RHevista RH. All rights reserved.