0

Liderança tem idade?

Sulamita Rocha Miranda

Não, liderança jamais terá idade.  Com as inovações nas empresas houve uma distorção de percepção e julgamento, passaram a acreditar que os jovens da Geração Y, são mais criativos, inovadores e transformadores da realidade, criando um paradigma sobre os mais experientes da Geração X.

Biografias nos mostram grandes líderes que ultrapassaram as barreiras de seu tempo e outros que na maturidade desafiaram as crenças e destacaram-se, alguns exemplos: Bill Gates, Paul Allen, Steve Jobs, Michaell Dell muito jovens ousaram acreditar em suas ideias inovadoras, dando vida à era da informática;  Sergey Brin e Larry Page, donos do Google ou Mark Zuckerberg fundador do Facebook; Luiz Seabra dona da Natura que aos 12 anos imaginou produzir produtos de beleza para sua irmã.

Papa Francisco se destaca pela vontade e coragem de gerir a mudança na Igreja Católica; Viviane Senna, nunca havia trabalhado na área social e se revelou uma extraordinária empreendedora social ou ainda Peter Drucker considerado o pai da administração moderna, morreu aos 96 anos influenciando as organizações com suas ideias e teorias de gestão.

Acredito que a liderança é baseada em caráter, atitude e vontade de direcionar outras pessoas a uma causa, missão ou objetivos. Estes atributos independem da idade.

As empresas precisam da energia de inovação, criatividade e ousadia da Geração Y e sem dúvida do poder da liderança da Geração X que inspira as pessoas às novas estratégicas de negócio sem perder a “personalidade” da empresa.

Por que não utilizar a expertise dos profissionais da Geração X como mentores ou conselheiros para orientar e impulsionar a nova geração de profissionais da Geração Y?

Que fantástica troca de experiências, conhecimento, pensamentos e sentimentos surgirá deste encontro!

Este compartilhamento trará resultados à empresa, aos jovens e aos mais experientes consequentemente direcionando todos ao futuro.

LIDERA – Através de seu caráter, atitude e vontade.

L- libera o potencial das pessoas;

Í-  integra, inspira, impulsiona as novas gerações;

D- direciona às novas causas, missões ou objetivos;

E- estimula a quebra de barreiras,  necessárias à transformação e evolução;

R- redesenha a história, deixando seu legado aos seus sucessores.

Estão sempre à frente, pois são transformadores da realidade.

Sobre a Autora:

Sulamita Rocha Miranda, 20 anos de experiência em Recursos Humanos em empresas de diversos segmentos, atuando em atração, captação, retenção e desenvolvimento de pessoas especialistas em programas de liderança.  Graduada em Psicologia, pós-graduada em administração de RH e MBA em Gestão Estratégica de Negócios.

e-Mail: srmiran@terra.com.br

Linkedin: br.linkedin.com/pub/sulamita-rocha-miranda/

Filed in: Sulamita Rocha Miranda Tags: ,

Fique por Dentro!

Compartilhe

Related Posts

Comente

Enviar

2006 © 2017 RHevista RH. All rights reserved.