0

Hora de Terceirizar


Sérgio Burattini
Owner da +RH

Muito se fala sobre a Terceirização de atividades, que nada mais é que, entregar a um provedor especialista no assunto a execução destas rotinas. Estas rotinas  são comumente chamadas de área meio.

Apesar de serem atividades que não estão diretamente ligadas à atividade fim da empresa, são rotinas operacionais que, umas mais outras menos, têm muita importância para o negócio e precisam ser executadas com qualidade. Aliás, hoje já temos até lei que permite que a empresa terceirize não só mais as áreas meio, mas também as áreas fim.

Quero destacar uma destas rotinas, a Folha de Pagamento, que  apesar de ser  uma atividade operacional, área meio e que não agrega valor ao negócio,  precisa ser executada com qualidade, assertividade, no prazo, dentre outras exigências ,  mas que quando apresentam falhas podem impactar a empresa, afetando desde a satisfação de colaboradores até problemas que causem prejuízos financeiros, como autuações, multas, etc…

Sabemos que a Folha de Pagamento é uma atividade altamente regulamentada, com inúmeras obrigações legais, Acordos Coletivos, alterações legais, e como se não bastasse, novidades complexas como o eSocial, que está prestes a entrar no ar.

Tal complexidade exige das empresas; investimentos, recursos financeiros,  de TI e de pessoal qualificados para tentar  mitigar ou eliminar os riscos dessa operação.

Investimentos estes que não irão fazer o negócio melhorar, crescer, ou seja, utilizando um exemplo bem simples; se uma empresa produz parafusos, ela não vai vender mais parafusos se fizer a Folha de Pagamento correta.

Por outro lado, verificamos ao longo do tempo que, dada a essa complexidade e aos riscos da operação de Folha de Pagamento, as áreas de Recursos Humanos acabam por se dedicarem, muito ou quase que totalmente, a essa rotina operacional, não sobrando tempo e recursos para se focar nas atividades mais estratégicas do RH. Sobre esse tema muito se fala no mercado, e não é de hoje, – Os RH´s precisam ser mais Estratégicos e menos Operacionais.

Vale destacar que são as atividades estratégicas de Recursos Humanos que realmente agregam valor ao negócio, que fazem o negócio da empresa melhorar, ou seja, utilizando o exemplo anterior, foco estratégico em RH faz a empresa vender mais parafusos.

Defendemos que as áreas de Recursos Humanos das empresas têm coisas muito mais importantes para fazer do que Folha de Pagamento.

São muitos os benefícios em uma terceirização de Folha de Pagamento, mas vou detalhar apenas um processo do RH Estratégico, o de Recrutamento e Seleção. Esse processo, se bem executado,  pode  proporcionar uma excelente redução de custos. Coloco a seguinte questão – Quanto custa a contratação equivocada de um colaborador?

Vamos detalhar os impactos e custos desse processo;  1- Todo o processo de recrutamento, não importa como você faça, via Agência, via Software especialista, indicação, etc, tem um custo alto, 2- O tempo gasto na Seleção do candidato, como; aplicação de testes, entrevistas, etc; 3- O tempo perdido na reposição e o gasto com integração, capacitação  do recurso na área, perda de produtividade, etc; 4- após contratado, o salário, encargos, benefícios do novo colaborador por pelo menos três meses, ou seja, até que ele comece a produzir, 5- Os custos das pessoas envolvidas em todo o processo, etc, etc, etc.

O pior de tudo é que, após seis meses da admissão, a área pode chegar a conclusão que precisa demitir o colaborador pois, não se adaptou, não está produzindo o esperado, enfim, por qualquer outro motivo.

Se utilizarmos como base um colaborador com   salário de 2 mil reais, chegamos ao custo deste processo equivocado  de cerca de  30 mil reais, ou seja, 15 vezes mais o salário do colaborador, puro desperdício.

Esse é apenas um dos exemplos, que se bem executado evitaria esse desperdício de tempo de dinheiro.

Outros processos importantes do RH Estratégico que poderíamos destacar, são; Treinamento e Desenvolvimento de Pessoal, Gestão de Benefícios, Atração e Retenção de Talentos, dentre outros, que se bem executados, podem sim melhorar em muito os resultados do negócio.

Com visão para esse cenário é que acreditamos ser esse o momento ideal para a Terceirização – “A Hora de Terceirizar”. Liberando o tempo da sua área de RH, sua empresa irá obter;   Redução de Custos, Foco no RH Estratégico, eficiência e eficácia nos processos de RH, o Compliance legal, dentre outros. Estes são, sem dúvida nenhuma, os grandes desafios dos RH´s atuais, que compõe o conjunto de  desafios atuais em todas as organizações, sejam elas grandes ou pequenas, nacionais ou multinacionais, de qualquer segmento de atuação,  etc.

A Terceirização da Folha de Pagamento deixou de ser modismo ou tendência, é uma realidade e uma estratégia empresarial.

Entretanto terceirizar requer uma série de cuidados para que a empresa faça a escolha do provedor de serviços ideal para a sua empresa.

Algumas dicas, são;

1-Não analise somente o custo total da fatura, mas sim o nível de serviço oferecido, não trabalhe mais que o provedor, ou seja, quanto mais atividades o provedor assumir, menor será a sua dedicação e menor será o seu custo interno, ao contrário disso, quanto mais atividades você assumir, maior será o seu custo total;

2- Analise a tecnologia disponibilizada, se é moderna, totalmente web, funcionalidades de autoatendimento, etc;

3- Analise o modelo operacional, ou seja, como você será atendido, se por um único ponto focal ou por diversos pontos, por exemplo, por processo;

4- Analise a independência que você terá no seu dia a dia na obtenção de informações gerenciais e/ou o atendimento a demandas específicas;

5- Analise a quantidade e a qualidade das informações gerenciais que você receberá; KPI´s, relatórios gerenciais, relatórios específicos, etc;

6- O Compliance legal que você terá, quanto a atualização legal, análise e parametrização de Acordos Coletivos, e principalmente, atender às demandas do eSocial;

7- Se você terá flexibilidade suficiente para atender suas demandas urgentes e não estar engessado a um SLA que atenda somente o seu provedor;

7- Busque um provedor que te ajude a fazer uma detalhada análise de custos e riscos do processo interno versus a terceirização;

8- Foco e Expertise, enfim é fundamental que você escolha um provedor que tenha foco e que seja especialista no assunto.

A solução de serviços da +RH proporciona ao cliente dedicar FOCO no RH Estratégico e Redução de Custos.

Como a redução de custos é um dos fatores fundamentais para a tomada de decisão, a +RH desenvolveu uma metodologia exclusiva para análise detalhada desses custos, apresentando ao cliente inclusive, o ROI do projeto de terceirização, e o melhor, sem custo adicional , fale com a +RH.

Chame um especialista da +RH.

Sobre o Autor:

Sérgio Burattini é owner da +RH, executivo com mais de 30 anos de experiência no segmento, formado em Administração de Empresas e Marketing, foi durante 20 anos, executivo de vendas, marketing institucional e marketing de produtos na ADP Brasil, foi o principal executivo de vendas nas mais importantes empresas do segmento no Brasil.

* As ideias e opiniões expostas nos artigos e matérias publicados no Portal RHevista RH são de responsabilidade exclusiva de seus autores

Filed in: Notícias

Fique por Dentro!

Compartilhe

Recent Posts

Comente

Enviar

2006 © 2017 RHevista RH. All rights reserved.