19

Dicas de Entrevista de A à Z e as Seis Regras de Ouro Para Candidatos!

Sonia Valéria

Sonia Valéria

Ao ser convidado para uma entrevista é bem provável que o entrevistador lhe dê informações suficientes para que possa avaliar se está compatível com suas expectativas. No entanto, caso tenha alguma dúvida fundamental, pergunte diretamente; porém, evite “especulações” sobre: salário, benefícios, horários, pois isto tende a ser transmitido pessoalmente.

A) Procure se disponibilizar o quanto antes, ainda que não possa na data proposta; neste caso já apresente novas alternativas.

Caso imediatamente perceba que não há interesse de sua parte, esclareça e agradeça mencionando, se possível, seu real interesse, pois poderá surgir nova oportunidade na qual poderá ser lembrado.

B) Uma vez agendada sua entrevista, procure obter o máximo de informações sobre a empresa (fundação, quem foram os fundadores, quem são os atuais executivos, o que eles fazem e como são reconhecidos no mercado; os produtos/serviços que a empresa mantém e como são vistos pelo mercado). Pesquise também sobre o segmento de negócios, público alvo, concorrentes, fornecedores, observando um universo maior onde está inserida a empresa.

C) Procure saber, antecipadamente, os requisitos da posição; como conhecimentos necessários, e mesmo que não conheça tudo o que lhe é solicitado, busque o máximo de informação a respeito do assunto. Ex: na vaga existente pedem conhecimentos de liderança coaching; busque na internet ou outros meios o máximo de informações possíveis sobre este assunto, e, se for o caso, consulte colegas a respeito. Muitas vezes não é necessário o conhecimento prático, mas estar por dentro do assunto será de grande valia, pois quem estiver avaliando sabe que não é possível a prática de tudo, mas o conhecimento do que acontece no mundo é super importante.

Odair Fantoni

Odair Fantoni

D) Faça uma reflexão e recapitulação sobre seus próprios conhecimentos e competência, para conduzir uma linha de raciocínio encadeada e consistente; lembre-se também de como conduziu algumas ações mais significativas, como por exemplo, que trouxe redução de custo, ou aumento da lucratividade, como lidou com algum conflito, como aperfeiçoou processos, pois a tendência atualmente é pesquisar junto ao candidato a ação envolvida, como forma de verificação da competência avaliada.

E) No dia anterior a entrevista, procure deitar cedo, para bem descansar mente e corpo. Faça algo agradável, que goste e lhe de prazer. Deixe a roupa que pretende usar já pronta.

F) Acorde bem mais cedo para não arriscar-se com imprevistos, e acabar chegando atrasado. Tome um gostoso café da manhã, a seu jeito, para não sentir fome durante sua conversa.

G) Reserve pelo menos meia hora para pensar no que esta oportunidade realmente significa para você (utilize de sinceridade para consigo mesmo). Você já deve estar pensando nisso desde o momento em que foi convidado, mas agora precisa estar convicto disso.

H) Caso aconteça de você adoecer no dia da entrevista ou se estiver com uma gripe muito forte, entre em contato com a empresa solicitando que a entrevista seja adiada, pois não está em condições físicas de comparecer. O receio de remarcar e comparecer em condições de mal estar pode lhe prejudicar o raciocínio, obviamente isto lhe deixará inseguro, então é melhor remarcar do que arriscar a qualidade de seu posicionamento.

I) Vá para a entrevista, de preferência ouvindo musica suave, e finja que o mundo a sua volta não existe (não se estresse com nada). Durante o trajeto respire, inspirando pelo nariz e expirando pela boca, calmamente, essa respiração consciente oxigena seu organismo, lhe deixando mais calmo.

J) Procure saber o estilo de vestimentas utilizado pelos profissionais da empresa e tente se aproximar ao máximo desse perfil na entrevista. Entretanto, sempre opte pelo estilo mais formal (nada de camiseta e tênis, mesmo que este seja o estilo da empresa). Seja discreto neste quesito, não use nada que chame mais atenção do que você mesmo, “o menos é mais”. Ahhh, chiclete jamais heim!!!

K) Pode até parecer engraçado, mas procure ir ao banheiro logo que chegar ao local, assim evita mal estar físico durante a entrevista, o que pode lhe tirar do foco, porém, em último caso, solicitar para retirar-se por um momento.

L) Ao entrar numa entrevista é adequado desligar o celular, exceto se estiver com algum problema pessoal de maior emergência, neste caso, avise ao entrevistador que precisa deixar o celular ligado pelo motivo “tal”, porém no silencioso e atenda só a(s) ligações que se refiram a este problema.

M) Durante a entrevista procure ficar a vontade, obviamente com mais formalidade, pois a espontaneidade é mais valiosa do que a notória observação de que o candidato esforça-se para agradar. Tente corresponder ao estilo de comportamento do entrevistador, ele dará o “Tom” ao clima.

N) Procure olhar nos olhos da pessoa e procure ouvir atentamente o que o interlocutor está falando e não se iniba em perguntar algo, caso não tenha ficado claro pra você.

O) Quando solicitado, fale; se perguntado sobre possíveis conhecimentos da empresa, exponha o que realmente sabe e/ou o que supõe, obviamente em caso de uma hipótese, deixe isso claro e apenas faça isso se estiver seguro de uma opinião.

Para tanto, se houver oportunidade neste momento, comente alguma coisa boa que você “sabe” em relação à empresa, mas apenas faça isso se estiver coerente com o contexto do diálogo, não inclua comentários que desviem o rumo da conversa.

P) Procure expressar suas respostas de maneira objetiva, com calma, sendo desnecessário mais de dois ou três exemplos para contextualizar ou dimensionar a complexidade de sua resposta.

Q) Fale sempre a verdade! Ex: Se você for questionado sobre um determinado assunto que desconhece totalmente, fale que não tem conhecimento sobre o assunto. Se tiver conhecimento apenas teórico, fale sobre ele e deixe bem claro que conhece o assunto na teoria, mas que não tem a prática. Se conhecer na teoria e na prática, deixe isto bem claro procurando mostrar o máximo possível este conhecimento.

R) Em algum momento da entrevista, deixe bem claro o que você busca realmente de um novo desafio profissional, portanto tenha isso claro antes para responder com total propriedade e convicção.

S) Quando lhe perguntarem sobre eventuais dúvidas, ou se houver oportunidade em momento anterior, questione para saber mais sobre a vaga, e, se possível, o que a empresa oferece ao ocupante da posição, neste momento é provável que não lhe fornecerão todas as informações, mas o principal para esta fase são os objetivos do cargo, o que esperam de um novo profissional.

Normalmente é inadequado aprofundar-se em pacote de benefícios, remuneração, direitos, pois estes dados são passados mais superficialmente e apenas ao concluir o processo esses aspectos são tratados com mais detalhes, porem este mínimo será para balizar sua decisão de aceitar uma possível proposta.

T) Um processo seletivo é uma via de mão dupla, então perceba que são partes em igualdade, haja vista que você, candidato, também estará escolhendo se gostaria ou não de trabalhar na empresa, e, se aceita ou não um possível proposta. Portanto, evite colocar-se num papel submisso durante a entrevista, ainda que o entrevistador demonstre uma postura de superioridade sobre você.

Pois saiba que também não é nada fácil a tarefa de identificar um profissional compatível a uma necessidade da empresa. Assim, trata-se de um momento de respeito mútuo, pois ambos estão sendo analisado, um pelo outro.

U) Evite precipitação para responder, ninguém precisa ter qualquer resposta na “ponta da língua”. Caso sentir dúvida em relação a pergunta, devolva a pergunta como por exemplo, “ Veja se entendi corretamente: você deseja saber……” ou mesmo seja direto, dizendo que não ficou claro o que quis dizer com a pergunta.

W) Caso lhe façam uma pergunta exótica, extravagante, antes de responder a primeira coisa que lhe vem à cabeça, diga: “preciso pensar um minutinho” e veja se lhe vem uma resposta que julga adequada. Porém, você tem o direito de fazer questões sobre o que lhe foi perguntado, visando investigar o contexto da pergunta, para ampliar sua visão; veja, vou dar um exemplo real de uma situação assim, que me foi contada pelo próprio candidato – eu não estava presente. O processo desta entrevista se deu em grupo, a diretoria da empresa estava avaliando este candidato. Disseram: “Alguém lhe dá a noticia de que você acaba de ganhar um ELEFANTE de presente. O que você faria?” O candidato querendo mostrar sua agilidade em tomada de decisão e habilidade em solucionar problemas em situações adversas, responde: Eu iria providenciar um lugar adequado para mantê-lo e pesquisar o que é necessário para o cuidado de um elefante, contatar o próprio zoológico.

No dia seguinte, ele me liga dizendo: “Acho que dei uma resposta medíocre sobre o elefante, eu deveria ter investigado mais, perguntando se eu era obrigado a ficar com ele, o motivo deste presente, se poderia recusar esclarecendo que não tenho estrutura para possuir um elefante etc…” E ele estava certo, o principal objetivo da pergunta era verificar como ele atuaria frente a uma demanda de trabalho completamente atípica, se aceitaria simplesmente, ou se questionaria criticamente sobre o trabalho, buscando o máximo de assertividade.

V) Ao questionarem sobre sua vida pessoal, responda como sentir-se melhor, dentro do limite que se sinta confortável. Entenda que esse tipo de pesquisa é para conhecer um pouco do contexto de vida do candidato, como representa a sua vida profissional em sua família, qual o tamanho de sua responsabilidade financeira. Estes dados trazem muitas informações e não é para qualquer julgamento, curiosidade ou invasão de sua privacidade. Por exemplo, se você mora com seus pais e irmãos, como são divididas as despesas e quanto representa suas obrigações, se é casado (a), tem filhos, se é o provedor total ou parcial. No caso das mulheres, como é a estrutura auxiliar com crianças, para poder trabalhar e várias outras possibilidades que serão ponderadas com as características e necessidades da vaga.

X) Se você conhecer alguém que trabalhe na empresa procure ser discreto, pode perguntar pela pessoa, mencionando brevemente que a conhece, mas evite se estender nisso, pois pode dar a impressão de que quer se favorecer deste relacionamento, principalmente se for alguém que ocupe um cargo de poder.

Y) Se você foi indicado por algum profissional da empresa, principalmente por alguém de poder, restrinja-se a fazer a entrevista e caso o entrevistador lhe pergunte alguma coisa sobre seu relacionamento, responda estritamente o necessário, evitando comentários mais íntimos, pois demonstrará que está passando pelo processo seletivo normalmente e disposto a todos os procedimentos. Aliás, essa postura, também lhe deixará mais seguro de que corresponde aos requisitos da vaga.

Z) Lembre-se que não basta apresentar as competências solicitadas para o cargo, implicando também em identificação de valores, expectativas, características coerentes ao modelo de gestão da empresa, bem como seu DNA. Portanto é muito mais complexo do que parece, e tentar controlar todas as variáveis acabará lhe afastando de sua espontaneidade, o que lhe prejudicará certamente.

Regras de Ouro do candidato:

1) Evite pensamentos negativos como desvalorizar seus conhecimentos, habilidades e experiências, todos temos o devido valor.

Acredite em você!!! Se nem você acredita, porque alguém acreditaria?

2) Evite super valorização, por mais ampliada que seja sua experiência, por mais sofisticada que seja sua formação, mesmo que tenha conquistado resultados significativos em sua carreira. Saiba que todos sempre temos o que aprender, e que o sucesso do passado não garante o sucesso do futuro; que adotar o mesmo procedimento produtivo em uma empresa não significa que acontecerá o mesmo em outra, pois se tratam de culturas diferentes, de valores específicos.

3) Cuidado com julgamentos precipitados sobre a empresa, mesmo que tenha muitos indícios contra ou a favor, pois cada pessoa tem seu próprio olhar sobre as situações. Tem um pensamento que gosto muito e que compartilho aqui com você “Sei que não vejo as coisas como são e sim vejo as coisas como sou”.

Pessoalmente tive uma experiência que me comprovou isso: Uma vez participei de um processo, tinha certa reserva com o segmento da empresa, mas aceitei participar assim mesmo; após o processo, no qual fui aprovada, algumas características da empresa me incomodaram, ainda assim, aceitei fazer parte. Foi talvez minha melhor experiência profissional, onde tive liberdade de expressão, apoio para aplicar meus conhecimentos, investimento para as ações propostas, confiança da minha liderança, além de um chefe com alta inteligência emocional e muito humano; as reuniões de trabalho eram muito divertidas e eu sentia prazer e alegria em ir trabalhar.

4) Reflita sobre que tipo de ambiente gostaria de trabalhar, assim construirá suas próprias referências como parâmetro de avaliação de uma empresa que lhe convide para um processo seletivo, pois uma empresa cheia de títulos -principalmente de ser uma ótima empresa pra se trabalhar- não significa que seja o ambiente onde você estará feliz. O contrário também é verdadeiro. Uma empresa que esteja em fase de estruturação, que lhe traga dúvidas sobre a excelência de seus serviços, pode ser onde você terá as maiores oportunidades de crescimento e sentirá orgulho de trabalhar.

Portanto evite preconceitos.

5) Após realizar uma entrevista e sentir-se totalmente infeliz com a possibilidade de ser contratado, avalie com muito cuidado esse sentimento e decida conscientemente se deve ou não aceitar a proposta.

6) O mais importante de tudo: Ao participar de uma entrevista seja autentico, não tente representar um papel que julga ser mais adequado, pois estará dissimulando sua própria natureza e certamente todo seu posicionamento será comprometido, não conseguindo assim, controlar todas as variáveis. Pois quem é espontâneo normalmente não cai em contradições, mostra-se consistente em suas explanações, demonstra uma postura mais equilibrada, o raciocínio flui normalmente.

Já ouviu falar que a comunicação verbal transmite um índice muito menor de informações do que a comunicação não verbal?? Então, se você estiver forçando um comportamento, seu corpo vai denunciá-lo, ou, no mínimo, deixar dúvidas.

Saiba que uma regra de ouro em seleção é: Na dúvida retome o processo (porem, só se for algo mais superficial ou focado), mas na dúvida não contrate.

Pense também, que se você for autêntico e for contratado, é um sinal de que está compatível com as características da empresa, maior garantia de sucesso e satisfação. Do contrario, ainda que superado o processo seletivo, muito em breve haverá sinais de incongruência entre você e a empresa.

Se você for autêntico, atender os requisitos da vaga e não for contratado, pense positivamente, é um sinal de que ali não era o seu lugar!!

Portanto se você começou lendo estas dicas por esta regra de ouro, desconsidere todas as anteriores!!!

Sucesso

Sobre os autores:

Sonia Valéria Monteiro de Souza Sócia da THOTH Elemento Humano, Psicóloga pela São Marcos, Pós Grad. em  Adm. de R.H pela FAAP e Espec. em Gestão do Conhecimento pela FGV. Formação em Coaching Integrado, Master Practitioner em PNL,  Formação em Constelações Sistêmicas em andamento. 32 anos de vida profissional, 24 anos atuando na Área de Planejamento e Desenvolvimento Humano e Organizacional em posição de Gestão.

e-mail: soniavaleria@thothelementohumano.com

site: www.thothelementohumano.com

Odair Fantoni, Coach – Mentor – Holomentor®; Especialista Pós-graduado em Direito do Trabalho; profissional atuante a mais de 30 anos em RH e Sistemas de Gestão de RH; Palestrantes sobre temas diversos, entre eles: Danos Morais no Ambiente de Trabalho, Desoneração da Folha e eSocial;  Atual Diretor de Conteúdo de RH da Nydus Systems e Diretor Presidente do informativo virtual RHevista RH;

e-Mail: odair.fantoni@gmail.com

site: www.rhevistarh.com.br, www.linkedin.com/pub/odair-fantoni/19/b9/365

Filed in: Carreira, Odair Fantoni, Sonia Valeria Tags: , , , ,

Fique por Dentro!

Compartilhe

Related Posts

19 Comentários em "Dicas de Entrevista de A à Z e as Seis Regras de Ouro Para Candidatos!"

  1. Augusto Braga disse:

    Excelente dicas, parabéns pelo texto.

  2. Catarina de Arias disse:

    Excelente trabalho, muito objetivo.

  3. IRIS BORDIN disse:

    MUITO OBRIGAGA!!!!!!!!!!!!!!

  4. Kátia disse:

    Òtimo trabalho, parabéns!!!Simples porém objetivo.

  5. Alexandre disse:

    Excelente texto! Com simplicidade explica um assunto complicado mas que depende somente de autenticidade, está e a palavra da vez! Seja você mesmo e faça como vcê mesmo! Coisa dificil nos dias atuais, mas sabendo lidar desta forma todos serão vencedores.
    Parabéns!!!!

  6. Isaias Klein disse:

    Excelente e abrangente o texto. Fala de detalhes simples, mas que fazem a diferença em um processo seletivo. Parabéns!!

  7. josé daniel martins tardioli disse:

    verdadeiramente interessante e útil , parabéns aos autores pela brilhante contribuição .

  8. Andre Ferreira disse:

    Este artigo é simplesmente o melhor artigo que já li sobre o assunto. Parabéns!!

  9. Solange Ribeiro disse:

    Olá Odair e Sonia, primeiramente quero parabenizá-los pelo excelente artigo, ficou ótimo, ótimo mesmo!!!!!! Vocês conseguiram expor este artigo de uma forma bem clara e profissional, e com certeza me ajudará muito. Abraços e + sucesso pra vocês!!!!!! Solange Ribeiro

  10. Rodrigo Conca disse:

    Olá boa noite! Sonia e Odair, nunca havia lido um texto tão rico em assuntos dessa área. Esse texto caiu como uma luva para mim. Estou no mercado tentando uma recolocação depois de 11 anos no mercado. Hoje com 36 anos, casado e dois filhos, tentando uma recolocação numa área que é pura competição (Financeira/Controladoria/Auditoria). Vou colocar esse texto na cabeceira da minha cama…rsrsr. Abraços.

  11. Mariel Ortiz disse:

    Olá Sônia e Odair, gostaria de perguntar sobre as respostas de entrevista, é considerado um ato de ansiedade se o candidato busca uma resposta do RH da empresa?

  12. Rosiane Pereira da Silva disse:

    Gostei muito da matéria. Sou Psicóloga e atuei por mais de nove anos na avaliação de potencial de candidatos em todos os níveis hierárquicos para empresas de diversos segmentos, Todas as questões explanadas nessa reportagem são valiosíssimas para os candidatos em qualquer situação; seja na entrevista para contratação, seja na entrevista para promoção. Parabéns!!!!!!!!!

  13. Silvio Cesar Ferreira disse:

    Muito bom este artigo!! Ficar calmo e feliz , ajuda muito. Uma entrevista deve ser encarada como uma oportunidade e não devemos deperdiça-la.

    Um abraço.

  14. Regis disse:

    Muito Bom o texto, realmente é muito difícil saber se foi bem em uma entrevista e em que deve melhorar uma vez que não recebemos feedback relacionado a entrevista, muitas vezes nos sentimos extremamente confiantes depois de uma entrevista mais não acontece o retorno e nos faz pensar que não conseguimos atender a todas as necessidades que a vaga exigia.

  15. Mateus disse:

    Concordo com tudo. Este artigo é muito bom. Bom trabalho!!!

    Um abraço

    Mateus

  16. Reginaldo de Andrade disse:

    Bom dia
    Muito bom, excelente, é de grande valia,
    grato

Comente

Enviar

2006 © 2017 RHevista RH. All rights reserved.